Latest News

Facebook Banner Global village Filippo Fiumani yellow

Dj Marfox e Branko no Village Underground Lisboa

Desde dia 4 de Julho que a Enchufada está instalada no Village Underground Lisboa como curadora de uma série de finais de tarde que acontecem todas as sextas-feiras do mês. Batidas mais quentes, tropicais, lentas invadem o ambiente urbano dos contentores e autocarros em Alcântara.

 

Por aqui passaram já Riot, Kking Kong, Bison & Squareffekt e sempre acompanhados pelo residente Rastronaut. Os finais de tarde começam às 18h e acabam às 21h, pelo meio dançam-se batidas coladinhas, moombah, zouk bass, cumbia, rasteirinha e hoje, sexta-feira, dia 18 de Julho, dança-se tarraxinha pelas mãos de um dos artistas que a revista Rolling Stone “mandou” ter em conta este mês: Dj Marfox. A ele junta-se the one and only Branko, o rapaz que em dose dupla, enquanto homem dos botões de Buraka Som Sistema e depois em Dj set em nome individual, incendiou o festival NOS Alive no fim-de-semana passado.

 

Rastronaut é o host que dá a nota e a batida certa para que tudo faça sentido. E faz.

 

A entrada é livre mas não é a única oferta de hoje. É que um dos residentes do VU Lisboa, o projecto Focaccia in Giro resolveu fazer uma sessão de degustação e oferecer ao público as novas receitas das suas já famosas focaccias.

 

O clima é de festa, o Verão é aqui. Global Village by Enchufada no VU Lisboa.

 

Fotografias da última sexta-feira aqui . Evento com mais detalhe aqui.

 

 

 

instantgram filippo fiumani

Enchufada + Village Underground Lisboa = Global Village

A Enchufada e o Village Underground Lisboa uniram esforços para oferecer a Lisboa o melhor plano de fim de tarde deste verão: o Global Village. Todas as sextas-feiras das 18 às 21h no VU Lisboa com entrada livre.

 

Com a chegada do mês de Julho o verão apodera-se de Lisboa, e com ele os espaços ao ar livre tornam-se paragens obrigatórias para a sobrevivência na cidade. Juntam-se amigos ao fim do dia, pedem-se cervejas, disfruta-se a vida. Pede-se então um pouco de música, mas que seja música de verão, tropical e que faça mexer ao ritmo certo. Um ritmo um pouco mais quente. Um pouco mais lento.

 

Apresentamos a Global Village, uma curadoria Enchufada em que os DJs e artistas da editora mais tropical de Lisboa tomam conta doVillage Underground Lisboa o novo espaço de referência do panorama cultural lisboeta, para oferecer música electrónica de latitudes quentes todas as sextas-feiras de Julho, das 18h às 21h, com entrada livre.

 

Complementando a curadoria da residência Hard Ass Sessions no Lux Frágil, onde a energia atinge sempre máximos históricos de dois em dois meses, a Enchufada reduz a velocidade das batidas nas tardes Global Village para oferecer os ritmos viciantes do zouk bass, moombah, cumbia, rasteirinha e muitos outros estilos tropicais, escolhidos a dedo pelos residentes da Enchufada como Rastronaut, convidados da família como KKing Kong e Bison & Squareffekt, DJ Marfox (que apresenta um set especial de tarraxo) e DJ Downrock, havendo ainda vários convidados surpresa a anunciar.

 

Mais aqui.

Global Village @ Village Underground Lisboa
Museu da Carris / Estação de Santo Amaro, R. Primeiro de Maio, 103. Alcântara.
Todas as sextas-feiras de Julho: 4,11,18 e 25 Julho // 18h-21h // ENTRADA LIVRE.

santos-VU-01-01

Santos no Village!

Mês de Junho é mês de Santos e de música. No Village Underground Lisboa comemora-se com o afro-baile de Celeste Mariposa e o techno viciante dos Stereo Addiction. Entrada livre, das 18h às 01h na mais recente comunidade criativa que está a crescer dentro da Estação de Santo Amaro, casa do Museu da Carris, em Alcântara.

 

Para quem ainda não conhece os Celeste Mariposa, eles são os patrões do Afro-Baile, uma celebração crua e sem-limites da cultura dos PALOP e seus brilhantes artistas dos anos 60 até hoje. Artistas que estiveram e permanecem inexplicavelmente arredados dos palcos principais em Portugal e no mundo. Sons incríveis que nos chegam de África a roçar o Português. Para além da Tour Europeia recente na Holanda e Bélgica, passaram pelo Optimus Alive ´13, Boom Festival ´12 (onde actuam de novo este ano) e voltaram recentemente do Atlantic Music Expo de Cabo Verde. Para além do Afro-Baile, os Celeste Mariposa estão a rodar um documentário e escreveram o manifesto “Colónia Cultural Voluntária”. Para bailar até cair.

 

Às 3 horas de set de afro-baile seguem-se 3 horas de viagem por batidas mais fortes do 4 por 4, pelas mãos da dupla que incendiou a festa de inauguração do Village em Maio – Stereo Addiction.

 

Mas como não só de música se faz uma festa, o Canal180, plataforma inteiramente dedicada à divulgação da arte e cultura e residente do Village Underground Lisboa, associa-se à festa abrindo as portas do seu contentor com uma exposição que apresenta os 64 projetos de 5 países diferentes submetidos na “OPEN CALL FOR URBAN INTERVENTIONS” integrado no 180 Creative Camp a realizar em Abrantes em 2014.

 

Sábado 28 de Junho // Village Underground Lisboa – Museu da Carris, Estação de Santo Amaro, R. 1º de Maio 103, Alcântara // Entrada livre //  18h – 01h // Sem estacionamento.

Screen shot 2014-06-03 at 11.20.05 AM

Roll the Dice no SEMIBREVE e a primeira festa para dançar

Roll the Dice, Karen Gwyer + Maria Mónica e a primeira Club Night Semibreve, com Sensate Focus e Miles, são as novas adições ao cartaz da edição de 2014 do Festival Semibreve juntando-se aos já confirmados Demdike Stare, patten e Ryoichi Kurokawa.

 

Os suecos Roll the Dice regressarão a Portugal para apresentar o novíssimo álbum “Until Silence”, sucessor do magnifico “In Dust” e que promete ser um dos discos mais fortes de 2014.

 

A norte-americana Karen Gwyer tem sido uma figura recorrente nas margens da electrónica atual. Estrear-se-á em Portugal através de uma colaboração exclusiva com Maria Mónica, artista vídeo radicada no Porto, baseada no recente New Roof EP, editado na No Pain in Pop.

 

Sensate Focus, a refrescante abordagem do multifacetado Mark Fell à música de dança, e Miles, projecto pessoal de Miles Whittaker dos Demdike Stare, estarão em Braga para apadrinhar a estreia da muito requisitada Club Night do Semibreve, organizada em parceria com o GNRATION e a ter lugar na sua blackbox.

 

Os bilhetes já se encontram à venda com o preço de 25 euros para o passe geral (acesso aos 2 auditórios). Para os concertos na sala principal estão disponíveis as modalidades de 20 euros para 3 dias de concertos e 9 euros para um dia apenas. O acesso à Club Night Semibreve implicará um bilhete próprio, com custo de 5 euros. O acesso a estes bilhetes será disponibilizado em breve.

 

De 10 a 12 de Outubro, Theatro Circo, Braga. Mais em www.festivalsemibreve.com e no fb: https://www.facebook.com/festival.semibreve

 

Switch Fold Light

Twofold: perguntas e respostas antes da grande noite.

 A dupla Twofold & SwitchSt(d)ance estreia-se no Rock in Rio Lisboa, no próximo dia 1 de Junho, numa edição especial em que o festival comemora 10 anos. A pouco mais de 48h de calçarmos os  ténis e pormo-nos a mexer para a tão falada aranha electrónica, aguçamos a curiosidade com uma  brevíssima antevisão.

 

 

1. O vosso nome já não é novidade na noite nacional, mas a actuação no Rock in Rio Lisboa é uma estreia. Como é que se têm preparado para um evento desta dimensão?

Twofold: Por norma, estamos habituados a fazer sets mais longos. A actuação no Rock in Rio Lisboa vai ser um pouco mais breve e por isso juntámo-nos e escolhemos uma dúzia de músicas que achamos que representam bem aquilo que fazemos.

 

 

2. Na mesma noite o público terá possibilidade de assistir a um enorme revival com a actuação de Underground Sound of Lisbon. De que forma é que nomes como este influenciam a preparação do vosso set?

 Twofold: Honestamente não pensámos muito no assunto, estávamos mais preocupados em mostrar aquilo que fazemos e em sermos o mais fieis possível à nossa sonoridade.

 

 

3. Em três palavras, o que pode o público esperar da vossa actuação?

Twofold: Energia, techno, melodia.

 

 

4. O que esperam guardar desta noite?

Twofold: Acho que vai ser uma actuação forte e esperamos que quem nos ouça fique com uma ideia bastante clara daquilo que a dupla faz.
Para irem ouvindo aqui.
LastCall_F6

Last Call festival FORTE

 

A três meses do festival FORTE , a organização lança a contagem decrescente para a compra de passes a um preço especial de 35 euros. Esta é uma oportunidade única que permite ao público, durante três dias, assistir a uma line-up de luxo num cenário único. Quando as pernas pedirem descanso, o passe dá ainda acesso gratuito ao parque de campismo que será desenhado em exclusivo para o festival FORTE.

 

 

Os passes podem ser adquiridos na Bilheteira Online ou através do facebook do FORTE.

Screen shot 2014-05-16 at 11.12.51 AM

Festival FORTE já tem bilhetes à venda

Foi ontem a apresentação à imprensa da primeira edição do festival FORTE. O local escolhido não poderia deixar de ser o majestoso Castelo de Montemor-o-Velho onde se passará toda a acção destes três dias de música forte e de vanguarda, de 28 a 30 de Agosto.

 

A primeira edição de 1000 bilhetes (passes para os 3 dias) para o festival continua disponível à venda através da página Facebook do Festival FORTE, Bilheteira Online e pontos aderentes: FNAC, WORTEN, Agência BEP, CTT e outros postos em locais designados.

 

Billy Dalessandro e Ben Klock já fizeram saber o que para eles significa FORTE. Vejam aqui e aqui.

 

Sigam todas as novidades no facebook: fb.com/festivalforte

 

FORTE com SVEN VATH // BEN KLOCK // GUI BORATTO presents M-A-C-H-I-N-E-S // GAISER //MINILOGUE & MATHEW JONSON // OSCAR MULERO // MICHAEL MAYER // DVS1 // RODHAD // BILLY DALESSANDRO //ELEKFANTZ // RUI VARGAS // EXPANDER & THINKFREAK // JOAO MARIA // TWOFOLD // MANU //KINETIC //DAVID RODRIGUES // MIGUEL SOARES E PEDRO PIMENTA // RUI TRINTAEUM.

VU4_WEB

TEMOS FESTA! VILLAGE UNDERGROUND LISBOA

É já no próximo Sábado, dia 10 de Maio, que se assinala a inauguração do VU Lisboa, a estrutura original de contentores e autocarros que se instalou em Alcântara e que tem sido visitada por centenas de curiosos. Dia 10 de Maio estão todos convidados a vir conhecer de perto e participar no arranque oficial de um novo epicentro cultural na cidade de Lisboa.

 

Na programação há a mão da anfitriã Madame (sim, nós!) que convida MGDRV para concerto, e Stereo Addiction, Heartrbreakerz, Twofold e Dilen como Dj’s; a Red Bull Music Academy Radio faz a curadoria de 4 contentores com actuações de Klipar, Rastronaut, White Selecta e Pedro Menício, em percurso ecléctico pelo funk, cumbia, bass, disco, entre outros géneros; e também a revista Órfão que promove a exposição “Orffman” com vários artistas convidados a ilustrar álbuns de rock psicadélico, juntamente com a actuação ao vivo de Jibóia, também parte da exposição.

 

A juntar ainda intervenção live painting por Urburner, acrobacias de rua pela Buzico Agência e a possibilidade de livre circulação pelos espaços de trabalho para conhecer os projectos residentes.

 

Sábado, 10 de Maio a partir das 18h. O VU Lisboa fica no Museu da Carris, Estação de Santo Amaro, R. Primeiro de Maio, 103, Alcântara. Entrada livre.

 

Se ainda não conheces este espaço, fica aqui esta dica : www.fb.com/villageundergroundlisboa e o video da apresentação, pelo Canal 180 aqui .