Latest News

DEMDIKE STARS

Já cheira a SEMIBREVE 2014

A notícia é música (boa) para os nossos ouvidos. A quarta edição do festival SEMIBREVE é hoje anunciada e acontece de 10 a 12 de Outubro. O “quartel general” continua a ser o Theatro Circo em Braga mas, à semelhança do ano passado, o evento alarga a sua abrangência a mais espaços da cidade.

 

Demdike Stare (na foto), patten e Ryoichi Kurokawa são os primeiros nomes confirmados para o programa de concertos. Os britânicos Demdike Stare, munidos da sua electrónica sombria, virão a Braga justificar a razão pela qual são um dos nomes mais em voga na electrónica contemporânea. O também britânico patten, nova coqueluche da mítica Warp, fará a sua estreia nacional para apresentar o sublime ESTOILE NAIANT. Ryoichi Kurokawa trará ao Theatro Circo o fabuloso espetáculo audiovisual syn, que promete ficar na memória de todos os presentes.

 

Os bilhetes já se encontram à venda com o preço de 25 euros para o passe geral de concertos no Theatro circo (acesso aos 2 auditórios). Para os concertos na sala principal estão disponíveis as modalidades de 20 euros para 3 dias de concertos e 9 euros para um dia apenas. Informações em www.festivalsemibreve.com.

FORTE1

1ª edição FORTE no Castelo de Montemor-o-Velho

A Soniculture, plataforma divulgadora de novas formas artísticas nas áreas da música, artes visuais e artes performativas e o Gare Porto, clube de referência no panorama da música electrónica em Portugal lançam um novo conceito de festival em Portugal.

 

O Festival FORTE acontece de 28 a 30 de Agosto no Castelo de Montemor-o-Velho, património nacional, e por muitos considerado o lugar-génese da música de dança em Portugal.

 

Sven Vath , Ben Klock, Gaiser, Minilogue & Mathew Jonson, Michael Mayer, Oscar Mulero, , DVS1, Rodhad, ElekfantzRui Vargas, Expander & Thinkfreak, Freshkitos, João Maria, Tiago Fragateiro, Twofold, Manu, David Rodrigues, Rui Trintaeum juntam-se nas muralhas do Castelo para três dias de celebração e interacção com o público.

 

O festival pretende atrair pessoas de todas as partes do Mundo, que se sintam motivadas pela oferta musical de vanguarda e pela magia de um lugar como este.

 

A organização tem como objectivo fomentar a economia local, recorrendo aos serviços locais para construir o festival e trazendo à vila novos visitantes de todo o país e de fora, contribuindo desta forma para inclui-la na rota do turismo internacional.

 

A beleza do castelo e da paisagem ao seu redor é um factor determinante para o sucesso deste festival, a zona de restauração terá por isso uma arquitectura típica da região e a decoração resultará de uma integração de técnicas evoluídas de vídeo-mapping com as estruturas já existentes.

 

Vai ser colocada à venda uma edição limitada de 1.000 bilhetes a 35€, para os 3 dias de festival. Local de venda a anunciar brevemente.

 

Vale a pena espreitar o primeiro vídeo promoção sobre o cenário deste festival, o castelo mágico, em: https://vimeo.com/89561614

 

Fiquem atentos a www.fb.com/festivalforte e www.festivalforte.com

 

Switch Fold Light

Twofold & SwitchSt(d)ance no Rock in Rio Lisboa

É a estreia desta dupla em festivais de música. Twofold & SwitchSt(d)ance são dois produtores/djs portugueses que a amizade e cumplicidade musical levou a criarem uma dupla que estreia este Verão na tenda electrónica do Rock in Rio Lisboa a 1 de Junho. Na mesma noite actuam John Digweed, Renato Ratier, Pena e Underground Sound of Lisbon.

 

A história/biografia desta dupla começa com ” Há situações nas vidas das pessoas que deixam marca. Laços criados em momentos fugazes que se transformam em verdadeiros vínculos. Os melhores são os que acontecem de forma descontraída e espontânea. Assim foi para Marco Antão (SwitchSt(d)ance) e Martim Almeida (Twofold). Conheceram-se quando surgiu um convite para actuar num clube no Porto. Enquanto testavam o sistema de som do clube, entre um disco e outro a pergunta “Que música é essa?” repetia-se”.

 

Depois o tempo, a música e a vontade fizeram o resto, entre actuações (em separado) no Boom, no Faktory, no Lux, em Berlim (Ritter Butzke) e no Boiler Room lisboa onde cada um deles teve o seu espaço próprio: SwitchSt(d)ance brilhou e foi a revelação na primeira edição do evento (Maio 2013) e Twofold foi considerado por muitos como o melhor da segunda edição (Janeiro 2014), a dupla nasce e está pronta para esta grande estreia.

 

Enquanto esperamos vamos aquecendo a ouvir o soundcloud aqui e as actuações memoráveis no boiler room: SwitchSt(d)ance  e Twofold.

 

 

 

1379930_167029243499074_470640593_n

Kokeshi goes Scandinavia…

Denne tirsdagen byr vi årets første utenlands booking. Vi har nemlig gleden av å ha med oss den Portugisiske DJ´en og produsenten Kokeshi bak spakene!

 

Não, não endoidecemos! Basicamente o que isto quer dizer é que a nossa Kokeshi vai voar no Sábado até à Noruega e à Suécia para três datas que prometem aquecer aquele povo, não fosse ela uma arrasa-pistas-corações. Por falar nisso já ouviram a música que ela produziu e editou recentemente?

 

Se tiverem a sorte de viver por esses lados, apontem:

 

Domingo 16/02 –  Kokeshi, Kamelkollektivet, Jakub Sulak & Oskar Embretsen, Daniel Vaz, Magnus Modahl @ Südøst, Oslo, Norway

 

Terça- feira 18/02 – Kokeshi, Francisco Berberan, Magnus Modahl @ Fisk & Filt, Oslo, Norway

 

Sábado 22/02 – Kokeshi, Francisco Berberan, Jakub Sulak, Ivo Mono @ Magnus & Magnus, Gothenburg, Sweden

 

O evento do facebook com mais info é este.

 

foto artigo.

João Vasconcelos em Berlim fala-nos de um festival “muito à frente”….

O João V. é o nosso correspondente em Berlim mas o nosso acordo resume-se a “só escrevo quando estou inspirado”, o que para nós está óptimo! Desta vez parece que a inspiração veio de um festival e lugar onde teve o prazer de estar e que nos deixou mais uma vez com vontade de marcar já um voo para Berlim. O texto é da sua autoria.

 

Haus der Kulturen der Welt (Casa das Culturas do Mundo) foi um presente dos EUA para a Alemanha. Criado em 1957, pelo Arquitecto Hugg Stubbins. Os locais chamam-lhe Schwangere Auster (ostra grávida) pelas suas formas. Foi onde discursou John F. Kennedy durante uma visita a Berlim. Aqui passa-se tudo o que pode acontecer no Centro Cultural de Belém, mas com um foco especial em sociedades e culturas não-europeias.

 

Considerado um Lighthouse of Culture pelo Governo Federal, é das poucas instituições que recebe fundos públicos. Vão gostar de visitar e se forem de bicicleta, melhor ainda. Foi aqui, durante 5 dias, que aconteceu o Transmediale, um festival de Media Arts & Digital Culture. O tema deste ano: Afterglow. Segundo o programa pressupunha que a revolução digital já aconteceu e que todos nós vivemos agora no pós-era digital. As performances, exposições, conferências e filmes foram criados a partir desta premissa.

 

“Hello Bitcoin” foi um das performances onde bitcoins eram literalmente esbanjadas. “Art Hack Day Berlim”: 80 hackers e artistas digitais trabalharam durante 48 horas ao vivo para criar uma exposição a partir do zero. Houve uma conferência com o título “ Geographies of Sexualities. The Datting Applications World”. E o que eu mais gostei: uma sala transformada em “Anthropocene Observatory”  um termo científico criado no ano 2000 que vale a pena pesquisar. E isto é só uma pequena mostra dos projectos apresentados. Consultem o programa e percam-se: www.transmediale.de e www.hkw.de

 

Valeu a pena sair a Rua com -6º.

 

A fotografia é de Diogo Passarinho Pereira.

QUELLA  1

Novidades na blendstore.pt

A passagem da loja online www.blendstore.pt a loja física e temporária durante o Natal (instalou-se durante 15 dias numa antiga estação de correios no Principe Real) gerou, para além de muitas vendas, um grupo de fans deste site ainda maior. Para satisfazer as necessidades deste grupo de clientes e curiosos e dos já fieis ao site, este decidiu surpreendê-los com mais uma série de produtos de design, exclusivos e originais.

 

A partir da próxima semana estão à venda no site as bicicletas inglesas QUELLA, feitas à mão em Cambridge e as VIKS da Estónia, desenhadas por  Indrek Narusk. As Quella e as Viks juntam-se às SOLE (californianas) já à venda em blendstore.pt

 

Mas há mais novidades! Já sabíamos que a blendstore apoia o design e artistas portugueses e nesse sentido colocou à venda uma nova série de produtos nacionais nas categorias mobiliário e decoração. Aqui na Madame estamos completamente rendidos ao atelier de design MINA2B  que criou uma colecção de chávenas de café com pedaços de azulejos tradicionais portugueses. Através da referência de cada chávena – o nome da rua e o número da porta – descobre-se o prédio (com aquele azulejo) através da utilização do Google Street View!

 

Investindo um pouco de tempo neste site ficamos com a vontade de comprar a cama das crianças na MUZZLE, a cómoda da DAM e os Sofás lego da FASM. E agora? Agora se tivéssemos dinheiro para isto tudo, comprávamos e esperávamos pela chegada da encomenda confortavelmente em casa ou optávamos por ir levantá-la a uma das lojas com quem a blendstore.pt fez uma parceria, no âmbito da PERSPECTIVE. A maneira mais original e fácil de receber as nossas compras: num espaço carregado de charme com um ambiente onde se proporciona um café (ou mesmo um mojito!) enquanto levantamos os produtos calmamente apenas exibindo um QR Code único. 

 

viks_mblack_4

 

 

 

 

 

Muzzle 1

 

 

 

 

 

 

 

 

FASMN 1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DAMN 1

1606846_10152205466278482_1342442775_n

Vamos à Oxigénio e precisamos da vossa ajuda!

A Madame vai à rádio Oxigénio esta quarta-feira dia 5 Fevereiro às 19h00. O convite surgiu um pouco em cima da hora mas a verdade é que esperávamos que este dia chegasse como uma criança espera pelo Pai Natal, pelo que por nós até já estávamos na Rua do Viriato, 25. Vamos falar com a Isilda Sanches sobre a Madame e o Village Underground Lisboa e sabe-se lá mais o quê.

 

Já aqui escrevemos o quão admiramos esta estação de rádio que tanta música nova nos dá a descobrir. Gostamos da missão que a Isilda tem todos os dias, de estar ali, aquela hora, certinho, direitinho, não falha. Gostamos que ela entreviste os músicos e artistas que admiramos. Os portugueses, claro, os outcast que não têm lugar noutra estação.  Sobre isso já escrevemos aqui, a propósito do Dia Mundial da Música. Por isso é com um enorme prazer que vamos lá.

 

Mas como isto não tem graça se não estivermos todos juntos, a Madame gostava de pedir uma ajuda. Temos de escolher 5 músicas para levar connosco. Já escolhemos 4 e contamos com as vossas dicas para escolher a 5ª música. Únicos requisitos: produção nacional e de qualidade.

 

Mandem as vossas dicas para mariana@madame-management.com e sintonizem 102.6FM na quarta-feira dia 5 às 19h00. Ou então online em : http://www.oxigenio.fm/. E claro juntem-se à conversa no facebook aqui.

 

Screen shot 2014-01-30 at 11.26.42 AM

André Henriques para Madame: uma música por mês

Na Madame contamos com pessoas que vivem a música todos os dias como nós para darem-nos boas notícias, novidades, dicas de outras “paragens”. Acreditamos que na diversidade (com qualidade) está o ganho. Na sequência das rúbricas dos nossos correspondentes em Londres, Berlim, NY e Lisboa (onde já contamos com a Ana Castanho), apresentamos André Henriques, Dj e animador do Café da Manhã da RFM. Ele vai partilhar connosco uma música por mês. O texto que se segue é da sua autoria.

 

 

Haverá melhor convite que pedirem para escreveres sobre o que gostas? Se calhar até há mas quando o tema é música para mim o caso muda de figura. Prioridades são prioridades.

 

Antes de mais apresento-me - André Henriques – pai babado, animador do Café da Manhã da RFM e DJ de pistas coloridas.

 

O objectivo do convite, que muito me honra, é mensalmente escolher uma música, tentar justificar porque gosto dela ( muitas vezes é difícil ) e porque razão me apetece partilhá-la com o mundo. Para o mês de Janeiro e porque a chuva e o cinzentismo não nos largam escolhi um Edit de um clássico de Michael Jackson. Como o artista é praticamente consensual e não quero para já alimentar polémicas penso que seja a maneira mais interessante de começar.

 

Descobri este Edit como muitos vamos descobrindo música hoje em dia, através de uma publicação de Facebook, e fiquei rendido só de ouvir a intro. O produtor chama-se The Reflex e apesar de francês vive em Londres há uma serie de anos. Especializou-se em Edits e Remisturas de clássicos intemporais que vão do Pop ao Disco passando pela Soul. Vale a pena a visita à página de Soundcloud para descobrir o que ele anda a fazer.

 

Assim sendo despeço-me e até ao mês que vem. Até lá, boa música: https://soundcloud.com/thereflex/rock-with-you-o-the-reflex-1

 

André